CARACTERIZAÇÃO DO PERFIL SOCIOECONÔMICO E ESTADO NUTRICIONAL PRÉ-GESTACIONAL DE GESTANTES ATENDIDAS POR ACADÊMICOS DE NUTRIÇÃO

Márcia Fernandes Nishiyama

Resumo


Este estudo consiste em uma pesquisa quali-quantitativa envolvendo gestantes atendidas por acadêmicos do curso de Nutrição do quarto período, da Faculdade União das Américas. O objetivo geral foi avaliar o perfil socioeconômico e estado nutricional de gestantes, assim como identificar o histórico de antecedentes de patologias familiares, a pré-existência de patologias pessoais e queixas decorrentes do período pré-gestacional. Foi avaliado o consumo alimentar através de recordatório 24 horas e identificado o IMC pré-gestacional da população. Os dados obtidos através de aplicação individual de anamnese junto às gestantes destacam a diversidade de diferentes situações encontradas, como a situação conjugal e atuação no mercado de trabalho, onde das 18 gestantes investigadas, 88% convivem em união estável (casadas) e apenas 11,11% são solteiras; 44% delas trabalham fora, 44% correspondem a atividades do lar e 11,11% não relataram ocupação profissional. Quanto à análise do recordatório 24 horas sobre o consumo de cálcio e ferro, verificou-se que os valores ficaram abaixo do recomendado para a maioria das gestantes. A respeito do IMC Pré-Gestacional, 16,66% das mulheres estudadas apresentavam baixo peso, 55,55% foram classificadas como eutróficas, 16,66% apresentavam sobrepeso e 11,11% delas, iniciou a gestação obesa. Percebeu-se a necessidade de um acompanhamento nutricional personalizado, uma vez que, as gestantes não estavam recebendo orientações dietoterápicas e apresentavam muitas dúvidas em situações relacionadas ao ganho de peso gestacional, sintomas como náuseas, vômitos e alterações fisiológicas como a constipação.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.